Índices Ambientais

São o resultado da combinação de um conjunto de parâmetros associados uns aos outros por meio de uma relação pré-estabelecida que dá origem a um novo e único valor. (Exemplo: Índice de Qualidade da Água – IQA).


ÍNDICES DE QUALIDADE DA ÁGUA

Índice de Qualidade da Água – IQA: conceitualmente é tratado como um número resultante de uma equação matemática, que se baseia em valores de vários parâmetros de qualidade, físicos, químicos e microbiológicos. Este índice fornece uma indicação relativa da qualidade da água, permitindo uma comparação espaçotemporal de pontos distribuídos num mesmo corpo aquático ou entre distintas coleções hídricas (comparação inter e intra reservatórios). Foi desenvolvido inicialmente pela National Sanitation Foundation (NSF), da cidade de Ann Arbor, Michigan, EUA, em 1970, através de uma pesquisa realizada com vários profissionais de distintas especialidades, que indicou os parâmetros mais significativos, bem como seu peso relativo na composição do índice final. A pesquisa foi baseada no método Delphi, da Rand Corporation e teve como resultado curvas que exprimem a variação dos sub-índices que compõem o índice, segundo a média da opinião dos consultores (BROWN et al., 1970).


Para o cálculo do IQA, foram selecionados 9 (nove) parâmetros considerados os mais importantes na qualificação da água, e para cada um deles definiu-se um peso significativo da sua importância na determinação do índice. A Tabela 1 apresenta os componentes do IQA, bem como seus pesos. Pode-se verificar que o somatório dos pesos é igual a 1,0. O IQA pode ser calculado através de duas expressões matemáticas que definem o IQA aditivo (IQAA) e o IQA multiplicativo (IQAM), ou seja:



onde, IQA= índice de qualidade da água, representado por um número em escala contínua de 0 a 100. qi= qualidade individual (sub-índice de qualidade) do iésimo parâmetro, um valor entre 0 e 100. Wi= peso unitário do iésimo parâmetro.



Os valores dos sub-índices são obtidos através de "curvas médias" para cada parâmetro de controle (OTT, 1978) (Figuras 1 a 9). Nestas curvas, a linha contínua representa a média aritmética e, portanto, o valor de referência considerado.







O oxigênio de saturação é obtido em função da altitude e temperatura da água. O percentual de saturação do oxigênio dissolvido é calculado conforme a equação seguinte:
% Sat. OD = 100 x [OD em mg/l (a T ºC) / OD saturação em mg/L (a T ºC)]


O IQA classifica uma água de acordo com a nota atribuída à mesma, conforme se verifica na Tabela 2.



Índice de Toxidez – IT: será utilizado em conjugação ao IQA. O IT é um índice binário (valores 0 e 1), ou seja, quando alguma substância tóxica apresenta valores acima do limite permitido pela Resolução CONAMA N.º 357/2005, o IT assume valor 0 (zero), e quando nenhuma substância tóxica ultrapassar o limite permitido o IT assume o valor 1 (um). A nota final da qualidade de um ponto de amostragem será o produto do IQA pelo IT. Quando o IT = 0 o produto é zero, fazendo com que o IQA assuma valor 0 (zero), classificando a água como da pior qualidade. Quando o IT = 1 o produto confirmará o resultado do IQA. Os metais considerados tóxicos para determinar o IT são: cádmio total, chumbo total, cobre dissolvido, mercúrio total, cromo total, níquel total e zinco total.

UFRN IDEMA Água Azul IGARN EMPARN SEMARH IFRN UERN UFERSA